By Anne Frank

12 de junho de 1942 – 1º de agosto de 1944. Ao longo deste período, a jovem Anne Frank escreveu em seu diário toda a tensão que a família Frank sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim de longos dias de silêncio e medo aterrorizante, eles foram descobertos pelos nazistas e deportados para campos de concentração. Anne inicialmente foi para Auschwitz, e mais tarde para Bergen-Belsen. A força da narrativa de Anne, com impressionantes relatos das atrocidades e horrores cometidos contra os judeus, faz deste livro um precioso documento. Seu diário já foi traduzido para sixty seven línguas, e é um dos livros mais lidos do mundo. Ele destaca sentimentos, aflições e pequenas alegrias de uma vida incomum, problemas da transformação da menina em mulher, o despertar do amor, a fé inabalável na religião e, principalmente, revela a rara nobreza de um espírito amadurecido no sofrimento. Um retrato da menina por trás do mito.

Show description

Read or Download O Diário de Anne Frank PDF

Best Literary Classics books

Dubliners

A definitive version of might be the best brief tale assortment within the English languageJames Joyce’s Dubliners is a bright and unflinching portrait of “dear soiled Dublin” on the flip of the 20 th century. those fifteen tales, together with such unforgettable ones as “Araby,” “Grace,” and “The Dead,” delve into the guts of town of Joyce’s start, shooting the cadences of Dubliners’ speech and portraying with a nearly brute realism their outer and internal lives.

The Log from the Sea of Cortez (Penguin Classics)

Within the years after the 1939 book of Steinbeck’s masterful The Grapes of Wrath, Steinbeck and his novel more and more grew to become the guts of extreme controversy and censorship. looking for a respite from the nationwide level, Steinbeck and his shut pal, biologist Ed Ricketts, launched into a month lengthy marine specimen-collecting day trip within the Gulf of California, which led to their collaboration at the Sea of Cortez.

The Pickwick Papers (Penguin Classics)

'One of my life's maximum tragedies is to have already learn Pickwick Papers - i cannot return and browse it for the 1st time' Fernando PessoaFew first novels have created as a lot well known pleasure because the Pickwick Papers - a comic book masterpiece that catapulted its twenty-four-year-old writer to speedy repute.

The Conquest of New Spain (Penguin Classics)

Brilliant, robust and soaking up, it is a first-person account of 1 of the main startling army episodes in background: the overthrow of Montezuma's doomed Aztec Empire by means of the ruthless Hernan Cortes and his band of adventurers. Bernal Díaz del Castillo, himself a soldier below Cortes, offers a fascinatingly unique description of the Spanish touchdown in Mexico in 1520 and their amazement on the urban, the exploitation of the natives for gold and different treasures, the expulsion and flight of the Spaniards, their regrouping and eventual trap of the Aztec capital.

Extra resources for O Diário de Anne Frank

Show sample text content

Van Daan. – Se eles nos encontrarem, também podem encontrar o rádio! – Então, também podem encontrar o diário de Anne – acrescentou papai. – Então, queime o diário – sugeriu a mais apavorada do grupo. Esse momento e o momento em que a polícia bateu na estante foram os que mais me amedrontaram. Ah, o meu diário não; se o meu diário se for, european vou também! Graças a Deus papai não disse mais nada. Não há sentido em contar todas as conversas; muita coisa foi dita. Acalmei a Sra. van D. , que estava muito apavorada. Falamos sobre fugir, sobre ser interrogados pela Gestapo, telefonar para o Sr. Kleiman e ser corajosos. – Devemos nos comportar como soldados, Sra. van Daan. Se nossa hora chegar, que seja pela rainha, pelo país, pela liberdade, pela verdade e pela justiça, como sempre dizem no rádio. A única coisa ruim é que vamos arrastar os outros conosco! Depois de uma hora, o Sr. van Daan trocou outra vez de lugar com a esposa, e papai veio sentar-se perto de mim. Os homens fumavam um cigarro após o outro, ouvia-se um suspiro ocasional, alguém fazia outra viagem ao balde, e tudo recomeçava. Quatro horas, cinco, cinco e meia. Fui me sentar com Peter, perto da janela, e ouvir. Estávamos tão perto que cada um podia sentir o corpo do outro tremendo; falávamos uma ou duas palavras, de vez em quando, e ouvíamos atentamente. Eles faziam uma lista de tudo o que planejavam dizer ao Sr. Kleiman pelo telefone, porque pretendiam ligar para ele às sete e pedir que mandasse alguém. Estavam se arriscando muito, porque o guarda na porta ou no armazém poderia ouvi-los telefonar, mas havia o risco ainda maior de a polícia voltar. Estou anexando a lista, mas, pelo bem da clareza, vou copiá-la aqui. Roubo: Polícia no prédio, até a estante, mas não passou daí. Ladrões aparentemente flagrados forçaram a porta do armazém, fugiram pelo jardim. Entrada significant trancada; Kugler deve ter saído pela outra porta. Máquina de escrever e de somar intactas no armário preto do escritório specific. Roupa de Miep ou de Bep na tina, na cozinha. Só Bep ou Kugler têm chave da outra porta; tranca deve estar quebrada. Tentar avisar Jan e conseguir chave, olhar no escritó- rio; também alimentar gato. Quanto ao restante, tudo seguiu de acordo com o plano. Telefonaram ao Sr. Kleiman, as travas foram retiradas das portas, a máquina de escrever foi reposta no armário. Então, todos nos sentamos de novo ao redor da mesa e esperamos por Jan ou pela polícia. Peter tinha ido dormir, e o Sr. van Daan e ecu estávamos deitados no chão, quando ouvimos passos barulhentos lá embaixo. ecu me levantei em silêncio. – É Jan! – Não, não, é a polícia – disseram todos. Houve uma batida na estante. Miep assoviou. Isso foi demais para a Sra. van Daan, que desmontou no sofá, branca como um lençol. Se a tensão demorasse mais um minuto, ela teria desmaiado. Jan e Miep entraram e foram recebidos com uma cena deliciosa. Só a mesa já valia uma foto: um exemplar de Cinema & Theater, aberta numa página com coristas e suja de geleia e da pectina que estávamos tomando para a diarreia, dois potes de geleia, dois pedaços de pão, pectina, um espelho, um pente, fósforos, cinzas, cigarro, fumo, um cinzeiro, livros, uma calcinha, uma lanterna, o pente da Sra.

Rated 4.33 of 5 – based on 30 votes